14/04/2014

Tomateiros e pimenteiros novos

Este ano, quando o tempo começou a aquecer em Março, vi plantas de tomateiros (coração de boi de trepar, redondo rasteiro e redondo de trepar) e pimenteiros vermelhos à venda e resolvi experimentar a plantar mais cedo do que é habitual (lá para final de Abril ou início de Maio). Resguardei-os da descida da temperatura da noite com estufins improvisados de garrafões de água e de alguma chuva que depois acabou por vir.
Têm estado a aguentar-se e até já tirei os garrafões durante o pico de calor.

Entretanto, semeei mais alguns tomates cereja vermelhos e amarelos, mas para colocar longe destes.
É que os tomateiros cereja e chucha, tenho por experiência, serem mais sensíveis às doenças e depois contagiam os outros.

Como não encontrei à venda pimenteiros amarelos, também semeei com sementes colhidas de um pimento que comprei no supermercado. Espero que não seja um pimento oriundo de uma planta F1 (híbridos), senão posso não ter sorte nenhuma e não serem amarelos!
Até vai ser interessante ver o resultado.

Tomateiros acabados de plantar (23-3-2014) e resguardados em estufim improvisado

Pimenteiros acabados de plantar (23-3-2014) e resguardados em estufim improvisado

07/04/2014

Abrunheiro vermelho

Este ano, o abrunheiro do jardim, encheu-se de flôr. Ainda restavam algumas neste fim-de-semana, mas a maior parte já tinha perdido as pétalas e já se viam abrunhos minúsculos. O tempo parece estar a melhorar, o que é promissor, para não os fazer cair. Este abrunheiro é dos vermelhos, nascido de caroço. Nunca foi enxertado, cresceu livremente e tornou-se uma árvore grande, que dá uma sombra muito agradável no Verão. Os abrunhos, vêm por acréscimo. São vermelho-escuro, pequenos e doces.

Abrunheiro vermelho

03/04/2014

2º Aniversário do Blog






Tem sido muito divertido e gratificante ir construindo este blog. Espero poder continuar. Agradeço a todos os seguidores e visitantes o contributo que têm dado.

02/04/2014

Grelos de couve - como prolongar a produção

Ainda há grelos nesta altura do ano!
Na minha zona chamamos grelos, noutras regiões espigos.

Este ano as couves deram bons grelos e ainda se mantêm produtivas. Tenho-me deliciado, particularmente com estes das couves tronchudas, que tal como as folhas da couve, também têm caules grandes, grossos, tenros e muito saborosos.
Nem todas as variedades de couve têm grelos idênticos a estes. Os das couves Galela são mais finos e tenros apenas na ponta, os das couves Bacalã frisada têm caule muito curto e são igualmente tenros, etc.

É necessário tempo frio, para as couves iniciarem a produção de grelos.
Para manter a produção mais tempo, devem-se ir apanhando, na totalidade, pois isso estimula o crescimento de mais hastes. Não esquecer que os grelos, vão dar flores e por fim semente. Ou seja, a planta quer reproduzir-se e fará o possível para que isso aconteça.
A Natureza é um espanto!

Grelos de couve tronchuda

19/03/2014

Romãzeira - crescimento exponencial

Lembram-se da minha romãzeira (Punica granatum)? Há quatro anos estava bem pequena, quando foi adquirida. Neste tempo todo, já cresceu imenso. Ainda não deu flôr, mas está a precisar de ir para a terra, para se poder expandir mais. É o que tenciono fazer brevemente. Como está num vaso, não há necessidade de ter que ser antes da Primavera chegar, o que me dá algum conforto, pois há outras coisas mais urgentes para plantar e semear na horta, nesta altura do ano.

Romãzeira em Janeiro de 2014

05/03/2014

Alfaces no estufim

Em Dezembro, mudei algumas alfaces de cortar as folhas (Red Salad Bowl e Salad Bowl verte) e alfaces lisas (Brune d'Hiver) para um estufim novinho. Em Fevereiro, plantei mais algumas frisadas.
Apesar do tempo já decorrido, só recentemente, quando os dias começaram a ficar maiores é que começaram a crescer mais rapidamente.
De facto, mesmo em estufa, as alfaces no Inverno demoram mais tempo até à maturação do que na Primavera.
Claro que as condições também são boas para as ervas. Há que as retirar com cuidado, para não danificar as alfaces e não lhes tirarem alimento.

Só é pena este estufim não ter uma abertura do lado contrário. É muito difícil lá chegar e não é prático retirá-lo do canteiro para fazer os trabalhos...

Alfaces de cortar as folhas  (Red Salad Bowl e Salad Bowl verte) e ao fundo, alfaces lisas (Brune d'Hiver).

Alfaces frisadas no estufim


26/02/2014

Morangueiros Albion - boa reprodução!

Morangueiros Albion
Este foi o último canteiro de morangueiros da variedade Albion, que transplantei, a partir do canteiro que tinha feito no ano passado.


Canteiro mais próximo é do ano passado, os outros são novos

É incrível a quantidade de plantas novas que obtive! De um canteiro, consegui plantas para mais três canteiros!
Preparação do local para os morangueiros
É espantoso!


Procurei estrumar os novos locais e colocar bastante terra de compostagem, para a colheita ser melhor.
Agora, vou distribuindo a cinza da lareira por sobre a terra, para que o potássio nela contida, seja absorvido pelas plantas e as torne mais doces.






Os morangueiros Diamante que comprei no ano passado, pelo contrário, não deram novas plantas. Será da variedade...

Morangueiros Diamante (mais próximo) e ao fundo, tês canteiros de morangueiros Albion

24/02/2014

Physalis nascediço

Com as técnicas de compostagem e a distribuição da terra resultante na horta, acontecem muitas vezes surpresas.
Ora esta planta de Physalis (Família Solanaceae), foi nascer num cantinho de um canteiro da horta, tendo eu só dado pela ocorrência quando já estava deste tamanho!

Como no Inverno o plantio e limpeza da horta estão mais parados, pôde desenvolver-se sem intercorrências e até já tem botões florais.

Agora deixa-me uma dúvida, não sei se a mude de local, ou se a deixe ficar. Será que não gosta de mudanças?
E também me deixa mais entusiasmada para semear e ver se consigo mais plantas. Outro alfobre a fazer em breve!

Physalis nascediço

17/02/2014

Cultura de morangueiros em travesseiros

Este ano resolvi mudar os poucos morangueiros que sobreviveram num canteiro já feito há vários anos para travesseiros que reciclei. O canteiro onde estavam era um pouco sombrio e os morangueiros gostam de Sol. Talvez por isso, as plantas tenham morrido gradualmente. Em Fevereiro já é um pouco tarde para mudanças, mas estes ainda não têm flor.

Nunca experimentei cultivar morangueiros em vaso ou travesseiro, mas acho que vão ficar muito bonitos no jardim. Os travesseiros antigos, com a patine do tempo, também ficam bem.
Não sei qual a variedade das plantas, pois já são muito antigos na horta. Como ainda não têm flôr, talvez sejam dos sensíveis  ao tempo de exposição à luz e por isso dêem fruto mais tarde...

Aqui irão ter melhores condições de desenvolvimento e não perderei a variedade!

Morangueiros em travesseiros

14/02/2014

Couve galega

Estas couves, resolveram nascer fora do terreno destinado à horta e ali as deixei ficar. Têm crescido, lindas e saudáveis, tão apetecíveis, que até as lagartas da couve as começaram a devorar no mês de Janeiro.
Rapidamente identificadas, como eram poucas, retirei-as manualmente e as couves lá continuaram impávidas.
Até resistiram à última tempestade do fim-de-semana passado!
De facto, as plantas da horta nascediças, parecem ser mais vigorosas e resistentes do que as plantadas ou semeadas por nós. É a lei da selecção natural.

Por enquanto, não há sinais de grelos, embora algumas colegas tronchuda e de nabo já tenham começado a espigar.
Amanhã vou fazer um caldo verde com algumas folhas.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...